Pressione para que 100% da área da antiga Fábrica de Cartuchos de Realengo se torne um
Parque urbano-ecológico!





Os moradores do bairro de Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, já estão há décadas lutando para manter uma das últimas áreas verdes da região de pé. Agora, o tão sonhado Parque de Realengo, que poderia ocupar 142 mil metros quadrados, está ameaçado pela construção de um condomínio de prédios residenciais para militares. Esse projeto, que oferece apartamentos na planta para venda pela Fundação Habitacional do Exército (FHE), é ilegal e já derrubou centenas de árvores e desmatou boa parte do terreno, destruindo também as ruínas da fábrica presente no local.


O prefeito Eduardo Paes visitou o local e afirmou em seu instagram que implantaria ali um parque público que "deixaria o Parque Madureira enciumado". No entanto, ainda não ofereceu nenhum plano ou cronograma para colocar a promessa em prática. Por isso, queremos uma resposta. Pressione agora o prefeito para que ele dê uma resposta urgente e cumpra a sua promessa!

Precisamos conseguir a aprovação de um parque verde aberto, comunitário, urbano e ecológico em 100% do terreno da antiga Fábrica de Cartuchos! Ajude pressionando agora por um posicionamento do prefeito e demais autoridades responsáveis. Eduardo Paes, queremos uma resposta sobre o Parque Verde de Realengo agora!

... 2017

O então prefeito Marcelo Crivella encaminhou para a Câmara um projeto de lei que liberava a área para a construção imobiliária, sem menção alguma à preservação ambiental. Com mais de 7 mil assinaturas, o abaixo assinado de moradores de Realengo fez com que o projeto fosse arquivado.

2018

Um projeto de lei para o tombamento da região destinada ao parque foi aprovado através do Movimento Parque de Realengo Verde. Mesmo com aprovação na ALERJ, o governador interino Cláudio Castro vetou a proposta. Junto ao Meu Rio, o movimento reuniu 10.523 assinaturas a favor da causa. Ainda assim, a ALERJ manteve o veto.
2021

Depois de anos de processo, a Fundação Habitacional do Exército perdeu a cessão da área e precisa explicar os trâmites dessa negociação na justiça. Sendo assim, o terreno pode voltar a ser propriedade da União, sem vínculo com a POUPEX, porém isso ainda não aconteceu.

A hora é de agir!

Por isso, precisamos de uma resposta imediata sobre a construção do Parque Realengo Verde, sem condomínio e sem cancelas, para que ele seja de toda a comunidade. Colabore pressionando o prefeito Eduardo Paes para que 100% da região de floresta em pé do Realengo se torne um parque urbano-ecológico.
QUEM FAZ ESSA CAMPANHA?

Acreditamos em uma cidade mais inclusiva, sustentável e democrática. No passado defendemos o código de legislação ambiental, o fim dos canudos de plástico, a manutenção da secretaria de meio ambiente, entre outras inúmeras campanhas.


Com apoio do